quinta-feira, 12 de julho de 2012

Sofrimento? Coloque-se na dependência de Deus


Sofrimento? Coloque-se na dependência de Deus

Ao longo da vida tomamos decisões que nos trarão grandes infortúnios em diversas áreas e se pudéssemos voltar no tempo e ver em que condições tomamos certas posturas, verificaremos que na maior parte delas o fizemos sem buscar a orientação do Senhor.
Às vezes nos sentimos confusos diante de certas situações e não sabemos ao certo o caminho que devemos seguir. Isso é comum e acontece com qualquer ser humano.
Em diversas situações seguimos o nosso próprio impulso. Nos achamos autossuficientes em tudo e esquecemos de buscar a vontade de Deus.
Acreditamos em nossa capacidade intelectual e financeira, entendendo que por estarmos respaldados nesses “atributos”, que o mundo considera como ideais, nada poderá nos acontecer.
Frequentemente, quando resolvemos fazer as coisas sem buscar a vontade de Deus, acabamos nos decepcionando e vendo que não conseguimos nada pelas nossas próprias mãos.
Vivemos dias terríveis em que os homens procuram buscar o seu próprio espaço na sociedade e na grande maioria das vezes não têm a menor consideração pelo semelhante e muito menos temor a Deus, que consideram “coisa de gente iletrada e supersticiosa”. Infelizmente muitos ainda pensam assim.
Existem momentos em nossas vidas que nos encontramos tão caídos que parece que tudo está acabado. Momentos em que as nossas forças estão terminando e acabamos não poucas vezes nos perguntando: “Que mal eu fiz a Deus para merecer estar passando por esta situação?” Parece que existe uma conspiração mundial contra nós.
Somos como aquele vale de ossos secos narrados em Ezequiel 37, nos quais não havia vida.
Não temos esperanças no porvir. A vida não tem mais sentido e alguns chegam mesmo a pedir a própria morte; outros mais fracos e desesperados tiram a própria vida. Ouvimos isso a todo o momento nos diversos meios de comunicação.
Existem momentos em que nos sentimos tão abandonados que é como se estivéssemos sozinhos no meio de um deserto, tudo o que vemos à nossa volta é morte e destruição; muito embora estejamos rodeados por milhares de pessoas, quer seja num ginásio de esportes, no meio da rua ou em qualquer outro lugar público, nos sentimos isolados.
Quantas vezes nos sentimos abandonados e sozinhos dentro de nossa própria casa? Nossos pais não nos dão a devida atenção; nossas esposas nem reparam na maneira de nos vestirmos, se estamos ou não barbeados; onde os maridos não têm uma palavra de carinho para as suas esposas e são estranhos muito embora vivam debaixo do mesmo teto por tanto tempo.
Chegamos a um nível de desespero que começamos a colocar a nossa fé em dúvida. Será que Deus realmente existe? Se existe, por que não olha para mim? Será que Ele está tão distante que não pode me ouvir?
Somos ossos secos nos quais não há fôlego de vida. Nos sentimos como se fossemos os maiores sofredores do mundo. Ficamos deprimidos e reclamamos de tudo e de todos.
            Você já se sentiu ou está se sentindo assim? Também se sente abandonado e não sabe a quem buscar?
Tenho uma excelente notícia para você que se sente assim: Saiba que Deus existe e se preocupa com você e que não o abandonou nem o abandonará se você O buscar.
            Neste capítulo 37 do livro de Ezequiel o Senhor leva o profeta a ter a visão de um vale de ossos secos nos quais não havia vida, e pergunta-lhe se porventura ele acreditava que aqueles ossos poderiam reviver.
            Quando estamos olhando para os nossos problemas e nos esquecemos de buscar a Deus, podemos acreditar que a nossa situação nunca vai se alterar, mas isso não acontece quando buscamos estar na dependência dEle.
Olhe para o seu problema, seja ele de que tamanho for e se coloque no lugar do profeta Ezequiel e apresente-o diante do Senhor, o seu problema é o seu vale de ossos secos e o Senhor está fazendo a você a mesma pergunta que fez a Ezequiel: Filho do homem, acaso poderão reviver estes ossos? No lugar de Filho do homem coloque o seu nome: Antonio, José, Maria, João, ou seja lá qual for.
O Senhor está lhe chamando hoje a olhar para dentro de si mesmo e verificar se você ou a sua situação estão parecidos com um vale de ossos secos para transformar essa situação.
Talvez você esteja andando da maneira como a vida o carrega, tocando a sua vida da forma que você consegue. É claro se você está lendo esse artigo você não morreu ainda, mas talvez aquela chama que ardia dentro do seu peito esteja apagada, morta neste momento.
Talvez aquele sentimento de amor esteja amortecido em algum canto do seu coração.
Talvez aquele brilho de alegria que havia nos seus olhos, quando você se colocava nas mãos do Eterno não seja mais o mesmo, talvez esteja opaco.
Talvez as suas noites já não sejam tão apaixonantes como antes, mas deu lugar a um vazio na alma. Um sentimento de perda invadiu o seu ser e você não sabe como fazer para parar este processo de morte que se iniciou na sua vida.
Quero lhe dizer uma coisa meu querido amigo: Se você se colocar na dependência de Deus, nesse momento, Ele estará de braços abertos esperando para lhe dizer que, tenha você a idade que tiver, esteja enfrentando o problema que for: “Eu, o Senhor, estou aqui para fazer com que este vale de ossos secos que há dentro de você se transforme num exército de vida! Hoje Eu vou fazer de você um jardim florido onde a minha graça e o meu perfume possam ser notados por todos que estiverem à sua volta, não importa a distância que as pessoas estejam de você”, e para que isso possa se realizar Ele te concederá pelo menos três garantias para você ser abençoado:

1- O Senhor nos dará vida em abundância
Ele nos Criou à sua imagem e semelhança para vivermos e não para morrermos. Nos criou para termos comunhão com Ele e para que essa comunhão transformasse nossos dias em bênçãos sem medidas. Ele se alegra quando nos alegramos e “vibra” todas as vezes em que nos sentimos plenos da Sua presença.

2- O Senhor nos dará força
Salmo 46.1 nos diz que Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações.
Salmo 28.7,8- O Senhor é a minha força e o meu escudo, nele o meu coração confia.
Se você reconhecer que o Senhor é a sua força e se colocar diante dEle com humildade, Ele lhe concederá tranquilidade e nada, nem ninguém, poderá intervir. Você vai continuar tendo lutas, mas elas não o destruirão porque o Senhor pelejará por ti.

3- O Senhor nos dará paz que tanto almejamos
Em Zacarias 8.7,8 temos uma promessa e uma garantia do Eterno: “Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Eis que salvarei o meu povo, tirando-o da terra do Oriente e da terra do Ocidente; eu os trarei, e habitarão em Jerusalém; eles serão o meu povo, e eu serei o seu Deus, em verdade e em justiça”.
Quando tudo parecer perdido, creia, confie e entregue-se totalmente ao Senhor. Ele é fiel. Confie nEle. Espere tudo dEle. Ele pode dar tudo a você.
Aonde havia ossos secos, desertos e caminhos de morte passará a ter vida, muita vida, vida em abundância na graça e na presença do Senhor. Creia nisso e não permita que nada, nem ninguém o afaste de buscar a Deus não somente nos momentos de angústia e de incertezas, mas também nos momentos de alegria.
Deus nos ama, nunca duvide disso, e tem o melhor para nós, por isso devemos buscá-Lo incessantemente.
Deus não é Deus de hora marcada, que só irá nos atender em dias e horários específicos, ao contrário, Ele está sempre de braços abertos esperando que O busquemos para que sejamos abençoados.
Normalmente, ao invés de buscarmos a Deus, preferimos consultar o irmão, o vizinho, aquele em quem mais confiamos, porque acreditamos que eles poderão nos ajudar por conhecerem as nossas necessidades e esquecemos de buscar Aquele que verdadeiramente tem a resposta para as nossas vidas: Aquele que nos criou.
Não queremos dizer que devemos nos tornar desconfiados e incrédulos em relação aos amigos, entendendo que eles não podem nos ajudar em nenhuma situação. Nem tanto ao mar nem tanto a terra...
Cremos que os amigos devem se ajudar mutuamente, mas não podemos fazer com que essa ajuda nos afaste de buscarmos em primeiro lugar a vontade e o conselho do Senhor. Um parente ou amigo poderão até mesmo nos dar um conselho que seja inspirado por Deus, mas para que isso aconteça devemos buscar a Deus em primeiro lugar e se você crê que um determinado amigo poderá também lhe ajudar por conhecer de perto o seu problema e por você ter a certeza de que ele é verdadeiramente alguém que pode ser usado por Deus, coloque isso diante de Deus e peça que Ele dê sabedoria e entendimento ao seu amigo, para que o oriente da melhor maneira possível.
Deus conhece cada parte de nosso corpo, cada célula, Ele conhece tudo em nós. E muito antes de abrirmos os nossos lábios para colocar algo diante dEle,  Ele já sabia o que há no nosso coração e estava somente esperando por esse momento para falar conosco.
A Bíblia, na qual creio sem reservas, nos ensina que o Senhor dá aos seus enquanto dormem e de nada adianta sofrermos por antecipação durante a madrugada, pois o nosso livramento vem sempre das mãos do Senhor, por isso devemos buscar sempre estar na Sua dependência. Se procedermos assim não estaremos livres de lutas, mas certamente teremos mais tranquilidade para resolver os nossos problemas.
Não há problema tão grande que o nosso Deus não possa resolver. Faça a sua parte, ore a Deus, confie nEle e descanse, porque a Seu tempo a vitória será alcançada.
Muita paz e que sua vida seja plena em vitórias.

(בן  ברוך) Ben Baruch

8 comentários:

  1. Que texto maravilhoso, edificante, portador de "boas novas" de esperança, humildade, gratidão e esperança! Acredito que, se a maioria de nós, tiver a lucidez e humildade de reconhecer que Ele provém a vida, a natureza e a nossa existência, teremos uma grande chance de vivermos num mundo menos sofrido e mais igualitário, onde quem tem uma "benção" maior possa compartilhá-la com seus irmãos menos afortunados, quer sejam financeiras, emocionais, físicas ou sociais. Enfim um mundo de muito amor e paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Solange, paz!
      D'us nos concede tudo o que necessitamos para ter uma existência plena e realizada. Para compreendermos isso basta que nos conscientizemos de que a nossa caminhada na Terra é passageira e que estamos apenas adquirindo valores cujo significado e importância só serão realmente avaliados no mundo espiritual.
      Muita paz.

      Excluir
  2. Olá amigo, antes de mais nada obrigado pela explicação que me enviou de que somos exilados esperando pela hora de retornar, adorei ler isso, as coisas ficam mais fáceis qdo temos essa consciência de que tudo irá passar, e tomara mesmo que minha mãe esteja a minha espera, eu serei muito feliz com esse reencontro!

    ótimo texto e passagens, as garantias de Deus nos fazem sentir mais segurança p continuarmos nossos caminhos! Abraçoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida amiga Kellen, paz!
      Podemos perceber a "mão" de D'us se movimentando em todas as áreas de nossa vida. Muitas vezes a correria do dia a dia não permite que percebamos em detalhes todo esse cuidado e demonstração de amor infinito com que Ele nos brinda a cada instante.
      Uma dessas demonstrações é o fato de nos conceder a bênção do reencontro com os entes queridos que nos antecederam no mundo espiritual. Sua mãe a está esperando com os braços abertos.
      Muita paz e excelente semana.

      Excluir
  3. Como vc bem diz, Deus está ao nosso lado, sempre. Só q as vezes nós não entendemos a resposta dada por Ele, queremos q nos atenda do nosso jeito, q nem sempre é o melhor. Muita paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Denise, paz!
      Somos "crianças birrentas" em diversas áreas, por isso queremos que D'us nos atenda sempre com respostas positivas e imediatas. Ele sabe melhor que nós o de que realmente necessitamos.
      Muita paz!

      Excluir
  4. ALô Ben!
    Seu post é simplesmente espetacular!!
    refletivo e muito gostoso de ler!!
    ********************************
    Quem não acredita na existência de Deus precisa tomar um corretivo!!
    *************************************
    Um forte abraço p/ voce!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido Osmar, paz e obrigado por seu comentário.
      Realmente quem não acredita em D'us precisa de um corretivo ou pelo menos um choque de "simancol". Talvez não tenha o hábito de olhar-se no espelho e procurar uma resposta para a sua própria existência.
      Grande abraço e muita paz!

      Excluir