quinta-feira, 7 de junho de 2012

Sonhos podem virar realidade! Acredite!



Sonhos podem virar realidade. Acredite!

Expressando-nos antropomorficamente, ou seja: atribuindo a Deus, sentimentos e sensações humanas, poderíamos dizer que o “sonho” de Deus ao criar o homem foi o de que ambos – Criador e criatura – pudessem se relacionar intimamente. E percebemos isso ao vermos o cuidado Divino ao ir todos os finais de tarde ao Jardim do Éden para conversar com o homem e saber dele a sua impressão sobre todas as coisas que criará e que depositara em suas mãos para administrar.
Certamente, ao olharmos para as imperfeições humanas, poderíamos questionar os motivos que O levaram a não tê-lo criado espiritualmente puro e perfeito para que essa comunhão se realizasse imediatamente. Mas Ele não o criou como nossa limitada capacidade poderia supor que fosse o correto. Contrariando toda a “lógica” humana, criou-o simples e ignorante, concedendo-lhe, todavia, o livre arbítrio e a possibilidade de evoluir espiritualmente, a fim de que esse relacionamento crescesse dia a dia, passo a passo. Agiu desta forma, para que o homem tivesse méritos nesta conquista.
“Infelizmente”, a onisciência Divina se fez presente e ao longo de sua caminhada na Terra, o homem sofreu e sofre inúmeras quedas, mas Ele nunca o deixa à mercê da própria sorte. Como um Pai bondoso e amoroso, está sempre pronto a dar-lhe uma nova oportunidade, seja nesta ou em outra existência física.
Interessante observar que muitas vezes, planejamos e colocamos em execução determinadas ações que terminaram em fracassos. Apesar de estarem armazenadas em algum lugar do passado, nunca foram totalmente abandonadas por nós, pois eram e continuam sendo sonhos que desejamos realizar. Faz parte da nossa natureza, acreditar que sempre poderemos atingir os nossos objetivos.
Quem poderá dizer se foram ou não, planejadas antes de retornarmos à esta vida e sejam mais importantes do que imaginamos para o nosso progresso espiritual?
Quando cremos nesta possibilidade, esperamos sempre uma nova oportunidade para ressuscitá-las em nossas vidas.
“Pensamos” em nosso coração: Quem sabe, agora que sou mais experiente elas não alcancem o êxito esperado? Se eu agir desta ou daquela maneira, creio que obterei sucesso! Mas como agir...? Será que terei uma nova oportunidade...? Será que Deus me oferecerá uma nova chance...?

Querido amigo, se olharmos para dentro de nós, certamente encontraremos muitos sonhos que gostaríamos que tivessem sido ressuscitados e são nestas horas que devemos buscar o auxílio Divino para a sua realização.
Se fizermos um minucioso exame em nossas vidas, veremos que existem muitas áreas que necessitam de uma intervenção Divina para ressurgirem, tal como a Fênix: das cinzas...
Olhe para dentro de si neste momento e veja quais são os sonhos que estão mortos e que precisam ser ressuscitados para que você se sinta feliz e realizado nessa existência?

a) Relacionamento familiar?

Talvez você precise ressuscitar aquele antigo sonho de que o seu relacionamento familiar se modifique e possa viver novamente em comunhão com todos aqueles que convivem contigo.
Nascemos e crescemos em uma sociedade egoísta por natureza, e hoje em dia os vínculos familiares estão se deteriorando de uma maneira como nunca presenciamos.
Vivemos em uma geração que presa muito mais as conquistas pessoais do que os relacionamentos e as realizações coletivas e familiares
Na ânsia de conquistar um lugar ao Sol, de conquistar uma posição de destaque em nosso emprego, na escola ou até mesmo entre aqueles que consideramos nossos amigos, estamos enfraquecendo os vínculos familiares  como nunca aconteceu na história da Humanidade.
Há algumas décadas, as famílias eram mais unidas, havia um dialogo maior entre pais e filhos. Havia respeito e comunhão. As refeições eram feitas à mesa, todos participavam e trocavam experiências, relatando o que lhes havia acontecido durante o dia, seus planos, suas novas amizades e assim por diante.
Via de regra, nos finais de semana, todos os familiares que moravam próximo se reuniam na casa de algum dos parentes para compartilhar suas experiências, tristezas, alegrias, vitórias, dissabores e procuravam motivar-se através dessa interação e se ajudarem mutuamente.
Hoje em dia, cada membro da família está mais preocupado consigo mesmo. Em muitos lares não existe mais espaço nem no coração nem na agenda pessoal de seus membros para ajudar a resolver os problemas dos outros, nem ouvir o que eles têm a dizer.
Não existe mais aquele dialogo franco e aberto, carregado de amor, compreensão e solidariedade. Apenas um ouvido indiferente e na pior das hipóteses: um ouvido educado. Nada, além disso. Simplesmente frieza e indiferença.
Hoje em dia, ao invés do diálogo pessoal, tanto pais como filhos, preferem passar horas diante de um aparelho de TV, participando das experiências alheias – que muitas vezes são meras ficções e nada nos acrescentam – ou diante tela de um computador ou celular, interagindo virtualmente, como se essas atitudes pudessem substituir a troca de olhares, o calor e a emoção da voz quando se narra um acontecimento.
Entendemos que o modernismo e a tecnologia facilitaram muito a vida das pessoas, mas também somos forçados a admitir que estão matando os relacionamentos familiares.
Se esse for o seu caso, a solução não esta somente na mudança de hábitos, pura e simples, mas em uma ruptura total com esse estado de coisas.
Se você tem sonhado com aqueles momentos de comunhão que se perderam nas cortinas do tempo e acha que nunca mais os terá, não desanime. É hora de procurar aquele que pode transformar seu sonho em realidade: Deus não ressuscita somente mortos, ressuscita também aqueles sonhos que estavam mortos em você e que você achava que haviam virado pó e que não poderiam mais reviver.
Para Deus não há impossível. Ele não conhece esta palavra, ela não existe em Seu vocabulário.

b) Realização social e profissional?

Quando não estávamos afeitos às manifestações espirituais em nossas vidas e não conhecíamos a Deus, vivíamos uma expectativa imediata das coisas: nossos planos, mesmo quando projetados para um futuro distante, limitavam-se à vida física, à conquista de bens materiais e ao conforto pessoal. Dificilmente projetávamos algo espiritual.
Durante nosso crescimento, construímos diversos castelos, e muitos, por estarem fundamentados na areia, acabaram não se resistindo às intempéries da vida e desabaram.
Talvez a sua vida não esteja se desenvolvendo da maneira que você a idealizou.
Talvez os sonhos da mocidade estejam tão distantes de sua realização que ficaram guardados na memória e de há muito nem são mais lembrados.
Precisamos entender que, muitas vezes, começamos bem a nossa ascensão rumo ao sucesso tão almejado, mas algo acontece no meio do caminho que nos afasta do alvo e não sabemos como retomá-lo.
Talvez você acredite que as vitórias profissionais são as mais importantes para a sua vida, mas lembre-se de que de nada adiantaria conquistar fama e prestígio se com isso fosse obrigado a sacrificar sua verdadeira realidade: a espiritual.
A pergunta que não quer calar nesse momento é: Deus tem poder para ressuscitar seus sonhos de ter uma vida profissional próspera, pessoal e financeiramente? A resposta é sim!  Mas será que isso será o melhor para você?
Muitas vezes, buscamos a Deus para que Ele nos conceda a bênção da prosperidade ou da proeminência social e profissional – muito comuns em nossos dias, mas na maioria delas deixamos de buscar a Sua direção para saber se realmente isso nos beneficiará ou se será mais um empecilho em nossa evolução espiritual.
Deus sabe de todas as nossas necessidades e desejos. Ele nos ama, incondicionalmente e quer realizá-los em nossas vidas, mas desde que nos sejam úteis.
Se entender que o nosso sucesso social e profissional será proveitoso, não apenas no presente, mas acima de tudo no futuro que nos está reservado, fará com que nossos sonhos nesta área se realizem e que possamos desfrutá-lo da melhor maneira possível.

c) Comunhão com Deus?

Talvez, como nunca antes, em virtude dos apelos de vida fácil e descompromissada pregada por tantas crenças, haja, em nossos dias, tantas pessoas que perderam a comunhão com Deus e acabaram se afastando da Sua Presença.
Quando nos distanciamos dos propósitos de Deus para nossas vidas, nos enfraquecemos tanto, que a Luz que havia em nós se apaga ao ponto de não restar nada que possibilite a outras pessoas terem um leve vislumbre do que éramos quando andávamos com Ele.
De todos os sonhos que permeiam a nossa mente e o nosso coração, talvez o de retomar a comunhão com Deus seja aquele que nos parece mais distante.
Sentimo-nos como se fossemos “traidores” da causa Divina e passamos a acreditar que Ele nunca mais terá comunhão conosco.
Se esse for o seu caso, não desamine.
Não importa o que digam a seu respeito. Não importa o que pensem acerca de suas atitudes. Muitos dirão que tudo não passa de fogo de palha e que logo desaparecerá. O importante é você ter a certeza de que Deus está e sempre estará ao seu lado com os braços abertos, aguardando o seu retorno. Se esse é o seu sonho, Deus poderá ressuscitá-lo, basta que você se coloque novamente na posição de receber as Suas bênçãos e volte a ter a mesma comunhão e compromisso com Ele.

Ao longo de toda a trajetória humana na Terra, Deus sempre esteve ao nosso lado, nos ajudando, apoiando e querendo nos resguardar e resgatar, oferecendo-nos as oportunidades necessárias para o nosso crescimento.
Para os que acreditam na Sua existência e amor, Ele não tem apenas poder para ressuscitar corpos mortos como vemos ao longo das Escrituras Sagradas, mas está presente entre nós, em meio aos que O buscam, ressuscitando diariamente sonhos que para muitos estavam mortos ou adormecidos.
Não importa a intensidade do nosso desejo. Para muitos, nossos sonhos não passam de coisas sem importância, mas o Eterno conhece o nosso coração, o desejo que nele há e certamente, quando O buscamos, apresentado-os com sinceridade, Ele nos atende.
Nunca desanime. Por maiores que possam parecer as barreiras para a realização de seus sonhos, lembre-se: busque ao Senhor, apresente-os diante dEle, pois Ele também tem poder para ressuscitá-los.


Paz a todos nesta nova caminhada.


(בן  ברוך) Ben Baruch 

2 comentários:

  1. Amei suas palavras sábias.
    Obrigado por elas.
    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Janice, muita paz!
      Obrigado minha irmã.
      Beijos e excelente final de semana.

      Excluir