sexta-feira, 8 de junho de 2012

Olhares da Alma - Façamos a nossa parte




Olhares da Alma

Hoje o dia amanheceu frio, triste e chuvoso.
Parece que em dias assim ficamos oprimidos, quase deprimidos...
Carregamos um semblante carrancudo, quase rancoroso...
Queremos apenas ficar quietos e a sós com nossos pensamentos...

Às vezes reclamamos e nem queremos da cama levantar,
Mas a necessidade de o alimento diário buscar
Nos estimula e impulsiona a largar o conforto do lar,
E em largas passadas, correr para ao nosso destino chegar.

Durante o trajeto, aquecido pelas roupas quentes e pesadas
Olho pelo vidro do carro e contemplo o movimento das pessoas.
Em meio à correria e ao burburinho das gélidas ruas,
Vislumbro pobres irmãos, abandonados nas frias e acanhadas calçadas.

Nesse instante algo me desperta, alterando meus pensamentos
E posso ouvir a voz da consciência falando ao meu coração,
Ao presenciar aqueles pobres irmãos abandonados, lacrimosos e famintos,
Mostrando que em meus lábios não caberia qualquer reclamação.

Diante daquele quadro escuro, vivido por irmãos tão infelizes,
Pude perceber quantas alegrias tenho recebido do Criador
Sem agradecer-Lhe pelas bênçãos de tão variadas matizes
Recebidas sem mérito, dádivas exclusivas de Seu imenso amor.

Alma querida, olha para dentro de ti mesma em comoção
E busca no íntimo a centelha de compaixão e amor,
Depositadas ali pelas cuidadosas mãos do Amado Criador
Que busca, através do nosso irmão necessitado, chamar a tua atenção.

Lembra-te de que somos peregrinos nesse mundo estabelecido pelo Senhor.
Portanto não olvides as oportunidades de ajudar e servir.
Façamos a nossa parte, para que as gerações do porvir
Possam viver em paz, com igualdade, comunhão e amor.

Hoje o Eterno nos convida a abraçar o nosso irmão.
A olhar com os olhos da alma e dizer o quanto o amamos.
Ajudando-o a suportar as suas duras lutas, com coragem e determinação,
Mostrando-lhe que tudo é possível quando unidos lutamos.





(בן  ברוך) Ben Baruch

4 comentários:

  1. Que lindo amigo, é muito triste mesmo vermos as pessoas necessitadas pelo vidro do carro, eu sempre gosto de ajudar, mas confesso que as vezes não sei qual a melhor maneira! Esses dias de chuva nos deixam assim mesmo como vc relatou! Abraçosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim querida Kellen, sei que é difícil saber como ajudar esses irmãos, mas acredite que toda ação começa no coração e a partir dele se transfere para o terreno da execução. Sei que no momento certo Deus te inspirará o melhor a fazer e nesse momento o amor que está em seu coração irromperá e alcançara esses irmãos necessitados. Eu creio nisso.
      Muita paz querida.

      Excluir
  2. É essa injustiça que não entendo.
    O por que disto.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Janice, essa injustiça ainda existe porque o coração do homem ainda não está totalmente entregue no amor ao semelhante. Infelizmente, a vaidade, a prepotência e o egoísmo fazem parte da vida da maioria de nós que habitamos esse mundo.
      Beijos e muita paz.

      Excluir